4 projetos culturais do Rio recebem incentivo de R$ 2,6 milhões

Projetos culturais do Rio receberão quantia para a realização de suas produções

A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa autorizou a concessão de benefício fiscal para quatro projetos culturais por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. Ao todo, as ações receberão R$ 2.466.396,86 para a realização de suas produções. E obrigatoriamente as empresas patrocinadoras terão que destinar R$ 493.279,37 para o Fundo Estadual de Cultura.

Projetos culturais do Rio

Os quatro projetos culturais do Rio tiveram parecer favorável e publicado em Diário Oficial. As obras contempladas são as seguintes: a série documental “Gambiarras Perigosas”, o festival gastronômico “Raízes”, o projeto “Orquestra de Campos” e o “Ciclo de Oficinas Culturais Vasco da Gama”.

De acordo com Danielle Barros, secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa:

“A utilização da nossa Lei de Incentivo à Cultura no ano passado foi fundamental para ajudar na democratização do acesso aos recursos da pasta. Tivemos em 2020 um aumento de 40% nos projetos do interior, e este ano nossa meta é ampliar e democratizar ainda mais, pensando na retomada cultural em todo território fluminense.”

Conheças as obras contempladas

A liberação da verba possibilitará a finalização da série de suspense “Gambiarras Perigosas”. O enredo gira em torno de histórias de pessoas que morreram de forma trágica e surpreendente em acidentes relacionados à energia elétrica. A cada episódio, a série traz a combinação de um programa investigativo e cheio de entretenimento. Além de relatar as tragédias por meio de depoimentos de pessoas que estiveram envolvidas nestes casos. Isso inclui familiares das vítimas, policiais, médicos, testemunhas e outros envolvidos nestas gambiarras fatais. O valor incentivado para essa produção ficou em R$ 318.417,86, que conta, além da Secretaria, com o patrocínio da Enel.

Já o festival gastronômico “Raízes” é outro projeto contemplado. Ele será viabilizado na cidade de Niterói, em um formato híbrido, com stands de expositores, aulas, shows e palestras. O evento será realizado em dois dias com entrada gratuita. Neste caso, o valor de incentivo para esta iniciativa ficou em R$ 349.580,00, patrocinado pela Secretaria e a Enel.

No caso de “Orquestra de Campos”, patrocinado também pela Secretaria e a Enel, propõe a itinerância em cidades da região do Norte Fluminense do Estado do Rio com a Orquestra Sinfônica Mariuccia Iacovino. Este é um dos grupos orquestrais do projeto de inclusão social por meio da música “Orquestrando a Vida”, que possui a sua sede em Campos de Goytacazes. Além disso, a iniciativa inclui concertos gratuitos para comunidades de forma a atrair novas plateias para a música de concerto, em regiões carentes de projetos e atividades culturais com apresentações em cinco municípios do estado: Campos dos Goytacazes, Conceição de Macabu, Itaperuna, Macaé e Quissamã. O valor destinado é de R$ 300.000,00.

Programa de oficinas culturais de alta qualidade

Por fim, o quarto projeto “Ciclo de Oficinas Culturais Vasco da Gama” realizará um programa de oficinas culturais de alta qualidade na sede do clube, em São Januário. O foco é no audiovisual, música e dança, com patrocínio da Secretaria de Cultura e da Tim.

Serão implantados quatro containêres, que atenderão as atividades da seguinte maneira:

dois contarão com mesas e cadeiras com computadores para oficinas de audiovisual;
e dois terão finalidade multiuso e isolamento termoacústico.

Ainda será construído um anfiteatro para apresentação dos alunos e para dias de oficinas em espaço aberto.

O público-alvo são jovens de 12 a 24 anos, moradores das redondezas, estando em sua maioria em situação de vulnerabilidade social. Além de mulheres a partir de 18 anos para uma capacitação em arte, tecnologia e empoderamento digital com o total de 280 alunos atendidos em todo projeto. Toda a ação foi contemplada com R$ 1.498.399,00.

*Foto: Divulgação