Casarão do Conde Prates deve ser restaurado, em Poços de Caldas

O Casarão do Conde Prates, na cidade de Poços de Caldas (MG) conseguiu mais uma vez manter seu projeto de restauração. Em decorrência de um incêndio ocorrido em 26 de agosto, que atingiu o prédio de 1886, o proprietário do imóvel, Ronaldo Garcia, divulgou na ocasião que manterá a tão sonhada restauração do local e que só está no aguardo das aprovações pertinentes dos órgãos responsáveis para que a obra seja iniciada pela Macro Construtora.

Reunião para decidir o restauro do Casarão

Na semana passada, foi realizada uma reunião com a participação da construtora, Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Cultural e Turístico (Condephact), Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Ministério Público e Secretaria Municipal de Planejamento. O intuito do encontro foi para decidir a melhor forma de execução do Plano de Ação Emergencial, no Casarão do Conde Prates. As obras serão iniciadas apenas quando o projeto for aprovado.

Luta de Ronaldo Garcia

O empresário Ronaldo Garcia adquiriu o Casarão do Conde Prates há dois anos e desde então luta que sua restauração seja realizada. Já foi tomada uma série de providências com o objetivo de preservar a edificação do século 19 e impedir ocorrências no local, em um acordo feito com o Ministério Público. Entre as ações realizadas antes do incêndio, estão: a colocação de cadeados nos portões, desligamento da luz elétrica, o fechamento das portas e janelas, além da retirada de materiais que poderiam causar uma combustão no interior da casa, como papel e madeira.

Todavia, outras medidas seguem sendo executadas, de acordo com os órgãos públicos envolvidos, afirma Garcia. Além disso, em março deste ano a Macro Construtora enviou um ofício ao MP, onde detalha todas as medidas de segurança adotadas para a preservação do casarão.

O empresário ressalta que todas as ações serão feitas com o intuito de viabilizar a restauração do Casarão do Conde Prates, além de preservar a memória patrimonial de Poços de Caldas. Ele ainda destacou ao portal de notícias Poços.Com:

“Estamos consternados com o incêndio e aguardamos a apuração das causas pelas forças de segurança. O escritório do arquiteto Gustavo Penna, responsável pelo projeto de restauração, já foi contatado e não abriremos mão do nosso sonho de ver o Casarão do Conde Prates totalmente restaurado e aberto à visitação pública, colaborando para a construção de uma cidade mais humana e que respeita a própria história”.

Entenda o projeto do Casarão do Conde Prates

No dia 19 de março deste ano, foi dada entrada junto à Secretaria Municipal de Planejamento, Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente da Prefeitura o projeto de restauração do Casarão do Conde Prates, que também inclui a construção de um novo prédio anexo e a revitalização da Praça Paul Harris.

Arquiteto reconhecido internacionalmente

O projeto é assinado pelo renomado arquiteto Gustavo Penna, da GPA&A, que já recebeu premiações em Chicago e Londres, além de integrar o Conselho Curador da Fundação Oscar Niemeyer e da Fundação Dom Cabral e sócio-fundador da Academia de Escolas de Arquitetura e Urbanismo de Língua Portuguesa (AEAULP). Penna é reconhecido pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) por atuar em prol da preservação do patrimônio e respeitar a memória sua arquitetônica.

Os outros projetos junto à restauração do Casarão do Conde Prates, visam a construção de um hotel e a revitalização da Praça Paul Harris. Ambas serão viabilizadas por meio de uma Operação Urbana Consorciada. Esta é a primeira iniciativa deste tipo a ser implementada em um município do interior do país. Atualmente, somente as grandes metrópoles possuem esta modalidade de implantação.

História do Casarão do Conde Prates

O Casarão do Conde Prates leva o nome de seu primeiro proprietário, Conde Eduardo Silva Prates. O imóvel da Rua Junqueiras foi construído em 1886, na intenção de funcionar como uma casa de veraneio do conde. Em junho de 2016, o prédio foi tombado pelo Condephact. O casarão já abrigou repartições públicas e há décadas aguarda ser restaurado.

Fonte: portal Poços.Com

*Foto: Divulgação