Concurso para professores: SP autoriza abertura de mais dois certames

Concurso para professores terá mais de 3,2 mil vagas, para docentes das unidades indiretas e rede parceira, que também serão incluídos em formações para qualificar o atendimento de bebês e crianças nos CEIs

Na última sexta-feira (15), a Prefeitura de São Paulo anunciou a autorização para a abertura de dois novos concursos públicos para contratação de professores. Ao todo, por meio dos dois processos seletivos, poderão ser contratados mais de 3.250 docentes para a rede municipal de ensino.

Concurso para professores em SP

Além disso, o anúncio ocorreu em meio à assinatura do acordo de cooperação da Prefeitura da cidade, através da Secretaria Municipal de Educação, com o Instituto Singularidade para o aperfeiçoamento da formação dos futuros professores da capital.

Últimos certames

De acordo com o prefeito Ricardo Nunes, apenas neste ano já foram convocados mais de 4.000 profissionais da Educação que participaram dos últimos certames.

“Temos quase mil unidades e um milhão e setenta mil alunos. A rede de Educação da cidade de São Paulo é exemplo para o Brasil.”

Como será o concurso para professores

O concurso para professores prevê o preenchimento de 1.270 professores de Educação Fundamental II e 1.980 de Fundamental I. É o que explica o secretário municipal de Educação, Fernando Padula.

Em um dos processos seletivos, 1.270 professores serão nomeados para atuação na educação infantil, e anos iniciais do ensino fundamental em escolas da capital paulista. Para esta função, a remuneração inicial é de R$ 2.379,56.

Já o outro processo visa o preenchimento de 1.980 docentes que irão atuar em salas de aulas de anos finais do ensino fundamental e ensino médio. Para estes, o salário inicial é de R$ 2.874,48.

Contudo, para todos os cargos, a carga horária é referente à jornada básica do docente, ou seja, com duração de 30h aulas semanais.

Parceria

A parceria inédita de cooperação com o Instituto Singularidades, que é uma instituição particular de ensino superior com sede em São Paulo, pretende contribuir para o aperfeiçoamento da formação dos futuros professores da capital. Além de levar a realidade do ensino da rede pública para o currículo da instituição de ensino.

Além disso, o acordo também garante bolsas de estudo para educadores da rede municipal em cursos livres oferecidos pela instituição. Isso inclui a abertura de novas turmas em trilhas formativas do Instituto.

“É uma ação muito importante. Alunos do Instituto farão estágio na Prefeitura e os professores da nossa rede aprimorarão os seus conhecimentos no Instituto. É algo fundamental e um compromisso nosso de sempre melhorar a qualidade do ensino na nossa cidade.”

Estágios

No caso de estágio, as ações vão funcionar no modelo de clínica pedagógica, alinhadas à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), tal aplicação obrigatória acontece em 2023. E ainda há interações mais práticas do universitário dentro da sala de aula. Eles terão o acompanhamento de seu professor mentor garantindo uma formação profissional mais completa e o desenvolvimento de competências e habilidades que façam mais sentido com a realidade da carreira.

Início das atividades

O início das atividades será no ano que vem com os ingressantes dos cursos de pedagogia e letras. No começo, a expectativa é de que 110 universitários façam seus estágios em escolas vinculadas à Diretoria Regional de Educação (DRE) Ipiranga e Butantã. ⁣

As atividades serão estabelecidas conforme a logística que melhor atenda ao universitário. A meta é que a parceria chegue a 40 escolas até o ano de 2024.

A Secretaria Municipal de Educação tem a responsabilidade de receber o universitário e promover sua imersão em situações reais de ensino e aprendizagem. O universitário será acompanhado por um professor experiente. Este exercerá a função de mentor para acompanhar e orientar o futuro profissional. Para isso, ele receberá uma formação do Singularidades.

Cursos de formação

Por outro lado, o acordo permitirá que professores da rede municipal de São Paulo recebam bolsas de estudo para cursos de extensão na modalidade online na instituição. As bolsas de estudo serão estendidas aos professores mentores, coordenadores pedagógicos e diretores das escolas da rede municipal.

No portfólio do Instituto Singularidades há opções de cursos online sobre gestão escolar, psicanálise para educadores, tecnologias digitais, metodologias ativas, entre outros assuntos relacionados à neurociência, formação integral e autoconhecimento.

Iniciativa privada e poder público

Fernando Padula, secretário municipal de Educação, afirma que a parceria é um ótimo exemplo entre iniciativa privada e poder público que traz benefícios diretos aos estudantes da capital paulista.

“Dessa forma conseguimos atender tanto os universitários que estão em busca de experiência na sua formação enquanto professores, e os nossos docentes que estão cada vez mais em busca de conhecimento.”

Ganhos para todos os envolvidos

Já para o presidente do Instituto Singularidades, Alexandre Schneider, o acordo trará ganhos para todos os envolvidos: alunos, escolas e futuros profissionais.

“O acordo vai possibilitar que os estudantes possam ter uma formação prática mais forte, já que eles vão contar com o que oferece o Singularidades, mais a experiência de um professor formador da rede municipal de São Paulo. A escola municipal vai passar a ser uma escola formadora.”

Trilha Formativa em Ensino Híbrido

Por fim, os professores da rede também poderão participar de outras atividades, como “Trilha Formativa em Ensino Híbrido”. Tal ação foi oferecida em meados deste ano e terá novas turmas nos próximos meses.

A formação possui certificação de extensão universitária. Já o objetivo é favorecer a recuperação das aprendizagens dos estudantes, considerando o contexto ainda de pandemia e as atividades remotas que continuam como alternativa para docentes e alunos.

*Foto: Divulgação