conheça o turismo rural e histórico das fazendas do vale do café
História

Conheça o turismo rural e histórico das fazendas do Vale do Café

Situadas no sul do Rio de Janeiro, as fazendas do Vale do Café unem colheita, hospedagem de visitantes e acervos valiosos

A região do Vale do Café, no sul do Rio, abrange 15 municípios. O local que possui uma rica história foi responsável por 75% da produção mundial da commodity nos anos 1860.

Porém, hoje, algumas das fazendas do Vale do Café, que outrora pertenceram aos barões do café se transformaram em hotéis. E atualmente, atraem simpatizantes do turismo rural.

Fazendas do Vale do Café

É o caso da Fazenda União, na cidade de Rio das Flores. A propriedade, que já pertenceu ao Visconde de Rio Preto, possui mil metros quadrados e muitas lembranças.

Quase 80% da construção e dos móveis são originais. Entre os destaques, está um cômodo peculiar, chamado alcova. Antes, o lugar servia de abrigo para comerciantes que precisavam passar a noite na propriedade.

Há também utensílios domésticos originais, como escarradeiras (recipiente no qual as pessoas cuspiam), espavitadeiras (espécie de tesoura usada para apagar velas) e bigodeiras (objeto acoplado a xícaras para que os homens não molhassem o bigode).

Além disso, a propriedade abriga a terceira maior coleção de pratos brasonados do mundo. Muitos deles do Brasil, o local ainda conta com um museu de arte sacra com obras de Aleijadinho.

Tempos atuais

Contudo, hoje em dia, o local conta com spa, piscina aquecida, salão de jogos e opções de passeio de quadriciclo. Já para a hospedagem, são 28 quartos, incluindo um que aceita pets.

A diária para o casal, com pensão completa, sai a partir de R$ 1.200 (no mínimo duas diárias). No momento, por causa da pandemia, a União trabalha com ocupação máxima de 60%.

Fazenda Alliança

Outra que integra as fazendas do Vale do Café é a Alliança, situada em Barra do Piraí. A fazenda recebe hóspedes num casarão do século 18. Em contrapartida, a propriedade possui horta de onde se colhe quase tudo, de alface a pancs (plantas alimentícias não convencionais), em um sistema “colha e pague”. O espaço também tem 136 búfalas, das quais se extrai leite.

Em termos de hospedagem, a Alliança só faz check-in para grupos. Ou seja, fecham a fazenda para si. Isso já ocorria antes da pandemia e com a quarentena, o serviço se tornou mais atrativo ainda, pois os hóspedes só convivem seus conhecidos. Os grupos são de no máximo 15 pessoas. Com cinco participantes, a hospedagem com pensão completa sai por R$ 960 a diária por pessoa.

Centro Cultural Cazuza

Por outro lado, o Centro Cultural Cazuza, em Vassouras, um dos principais municípios do Vale do Café, fica em uma construção neoclássica com janelas amplas. Inaugurado em 2018, sua mãe, Lucinha Araújo, nasceu no local em 1936. Ela conheceu João Araújo na praça supracitada. E é por isso que o cantor passou parte de sua infância em Vassouras. No centro cultural é possível ver objetos pessoais do cantor, como a camisa usada em seu último show, além de letras de músicas com anotações a lápis, seu título de eleitor, seu cinzeiro e uma garrafa de uísque pela metade. O local tem acesso gratuito e já recebeu em torno de 350 mil pessoas em seu primeiro ano de funcionamento. Mas está atualmente fechado por causa da pandemia.

Família Teixeira Leite

Encerrando a visitação à região do Vale do Café, está a Casa da Hera, propriedade de 33 mil metros quadrados. Afastado do centro, o local pertenceu à tradicional família Teixeira Leite.

A personagem principal ali é Eufrásia Teixeira Leite. Filha do comissário de café Joaquim José Teixeira Leite e de Ana Esméria Pontes França e neta do barão de Itambé.

Hoje, o local funciona como um museu e recebe em torno de 3.000 visitantes por ano. Assim como o Centro Cultural Cazuza, a casa está fechada por causa da pandemia.

Há uma curiosidade aqui, seu imenso jardim e túnel de bambus já serviram de locação para duas produções da TV Globo: a minissérie “Presença de Anita” (2001) e a novela “Sol Nascente” (2016), respectivamente.

*Foto: Divulgação

Postagens relacionadas

Masp volta a dar espaço para a dança-teatro

Município Assessoria

Jardim Botânico vira tema de podcast no Rio

Município Assessoria

Turismo ferroviário tem dificuldades de se manter na pandemia

Município Assessoria

Fases do barroco são vistas em igrejas de Mariana (MG)

Município Assessoria

Tombamento na Vila Mariana: Conselho do Patrimônio da cidade de SP aprova

Município Assessoria

Conheça os sítios arqueológicos da Serra da Capivara (PI)

Município Assessoria