Conheça os homenageados do Festival de Gramado 2020

Festival de Gramado 2020 vai homenagear a cineasta Laís Bodanzky e o ator Marco Nanini, com o Troféu Eduardo Abelin e o Troféu Oscarito, respectivamente

O Festival de Gramado deste ano, assim como outros eventos do setor de cultura audiovisual, será feito online. É o caso do Festival Finos Filmes, que ocorreu entre o final de junho e início de julho. E como todos os anos, ele também será transmitido pelo Canal Brasil e por streaming.

Em 2020, será a 48ª edição do festival. Nesta semana, a organização anunciou os curtas-metragens brasileiros (CMB) selecionados e os nomes dos homenageados com o Troféu Oscarito e Troféu Eduardo Abelin.

Festival de Gramado 2020

O Festival de Gramado 2020 vai premiar 14 títulos de oito estados e Distrito Federal que foram selecionados entre 428 obras inscritas. A distribuição entre os estados foi a seguinte: Rio de Janeiro com quatro filmes, São Paulo com três, e Alagoas, Amazonas, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Sul, com um título cada.

A Comissão de Seleção foi constituída pela crítica de cinema, roteirista e jornalista cultural Lorenna Montenegro, pelo consultor, roteirista e diretor Frederico Pinto, pela diretora e roteirista Juliana Antunes, e pela roteirista, diretora e pesquisadora Rosa Miranda.

Em entrevista ao Correio do Povo, Juliana Antunes afirmou:

“Importante garantir a realização de um festival tão respeitado quanto o de Gramado. A transmissão pela televisão e por streaming alcança quem não iria ao Festival e isso é muito importante para realizadores que terão o trabalho divulgado em um ano com tão pouca divulgação. Sobre a seleção, a Comissão pensou em uma cartela de filmes que incluísse mulheres, jovens diretoras e diretores, que fosse diversa, com temáticas e realizadores que fugissem da lógica capitalista e heteronormativa. Olhamos também para trás da tela, para um cinema não tão branco e masculino. Claro, analisando sempre o fazer cinematográfico.”

Categorias

Os títulos anunciados concorrem em dez categorias: Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Roteiro, Melhor Fotografia, Melhor Montagem, Melhor Trilha Musical, Melhor Direção de Arte e Melhor Desenho de Som.

Além do disputado Kikito, o Melhor Filme recebe R$ 6.500,00 em dinheiro e os demais R$ 1.000,00 cada.

Já os CMB serão exibidos na grade linear do Canal Brasil e ficarão disponíveis por 24 horas por streaming.

Os homenageados

Na edição deste ano, os homenageados contribuíram muito para o cinema nacional. Quem receberá o Troféu Eduardo Abelin será a diretora de cinema Laís Bodanzky. Ela dirigiu os premiados filmes O Bicho de Sete Cabeças” (2000) e “Como Nossos Pais” (2017) e hoje é a diretora-presidente da Spcine. Além disso, coordenou por mais de 10 anos projetos sociais de audiovisual, como o Tela Brasil (exibição itinerante de filmes nacionais), um programa de educação audiovisual em diversas comunidades do Brasil, e o Tela BR, um curso de educação audiovisual à distância.

E o Troféu Oscarito, que é a mais tradicional honraria entregue pelo Festival de Gramado, será concedida ao ator, diretor e produtor Marco Nanini. Conhecido por muitos trabalhos tanto nas telonas, como na TV e teatro, Nanini estreou no cinema no mesmo ano da primeira edição do evento, em 1973, no longa-metragem “As Moças Daquela Hora”.

Todavia, em 1969, já havia trabalhado em novelas e espetáculos teatrais. Em sua trajetória artística soma-se quase 100 projetos no decorrer dos últimos 50 anos. Em 2019, ele foi bastante elogiado pela crítica nacional e internacional por encarnar Pedro, personagem de “Greta”, produção dirigida por Armando Praça. O filme foi exibido no Festival Internacional de Cinema de Berlim e teve sua estreia nacional no Cine Ceará, em que levou três troféus Mucuripe, incluindo a categoria de Melhor Ator para Nanini.

Em breve, a organização dará mais informações. Para conferir os curtas-metragens selecionados, acesse o site oficial do evento por aqui.

*Foto: Divulgação