Detran-DF multa mais de mil condutores nos arredores do Aeroporto

Detran-DF autuou os motoristas ao verificar o videomonitoramento da circulação de veículos nas vias do Aeroporto de Brasília; entre as infrações mais comuns está: estacionar em local proibido, com 1.095 registros

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) autuou 1.162 condutores nas vias do Aeroporto de Brasília. Por meio do videomonitoramento foi possível registrar a infração dos motoristas nas vias do terminal brasiliense, iniciada em 5 de abril. A maior parte das ocorrências é por veículo estacionado em local proibido: 1.095 registros.

Detran-DF – autuações

Entre outras infrações notificadas pelo Detran-DF estão: proibido parar e estacionar (48), estacionar ao lado de outro veículo (14), estacionar sobre faixa de pedestres (3), parar sobre faixa de pedestre (1) e estacionar sobre marcas de canalização (1).

Sobre isso, Lúcio Lahm, diretor de Policiamento e Fiscalização de Trânsito, afirma que a grande quantidade de infrações cometidas é preocupante. Isso porque revela que os motoristas não estão cumprindo regras básicas de trânsito em seu cotidiano:

“Também temos visto que alguns condutores não entendem a diferença entre parar e estacionar, permanecendo em seus veículos enquanto aguardam o passageiro, mas isso é considerado estacionamento e não parada. É necessário que haja uma mudança de comportamento: os passageiros devem esperar o motorista e não o contrário.”

Legislação

Segundo a legislação vigente, considera-se parada a imobilização do veículo pelo tempo estritamente necessário para efetuar embarque ou desembarque de passageiros.

O que exceder a isso é estacionamento e configura infração de trânsito mesmo em locais onde é permitido parar. Além disso, também é importante observar que, em alguns locais, é proibido até mesmo parar, conforme a sinalização.

Videomonitoramento

O Detran-DF implantou um centro de controle onde os agentes possuem acesso às imagens do trânsito em tempo real. Sendo assim, eles aplicam penalidades pelas irregularidades observadas, segundo o previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) em relação a estacionamento irregular e parada além do tempo necessário para embarque e desembarque.

Por fim, o videomonitoramento é resultado de uma parceria com a Inframerica, concessionária que administra o aeroporto. Já o objetivo é organizar o trânsito e proporcionar maior fluidez nas vias daquela região.

*Foto: Divulgação/Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press