Estrada de Ferro do Corcovado celebra 135 anos com exposição

A Estrada de Ferro do Corcovado foi inaugurada em 1884 pelo Dom Pedro II. Com isso, este foi o primeiro passeio sobre trilhos do Brasil criado no Rio de Janeiro. A estrada foi criada antes até mesmo do monumento ao Cristo Redentor, erguido apenas em 1931. Aliás, foi exatamente o trem a vapor que carregou as peças de uma das Sete Maravilhas do Mundo. E também já transportou grandes personalidades mundiais, como a Princesa Diana, Albert Einstein e o Papa João Paulo II.

135 anos da Estrada de Ferro do Corcovado

Com tantas histórias coletadas ao logo de seus 135 anos, uma exposição foi organizada composta por fotografias, que será inaugurada amanhã (9), na Estação do Cosme Velho.

De acordo com o porta-voz do Trem do Corcovado, Riccardo Pina, em declaração ao jornal O Globo:

“Vamos mostrar imagens de diversos momentos desse período, desde a época do trem a vapor, passando pelo trem elétrico, entre outras que serão surpresa para o público”.

Ele também contou que a mostra fotográfica tem apoio do Consulado da Suíça no Rio de Janeiro e que a Estação do Cosme Velho será decorada com inspiração no país europeu.

Estrada de Ferro do Corcovado e Suíça

A Suíça é responsável pela fabricação da terceira geração de trens a vapor, que atende a Estrada de Ferro do Corcovado desde 1979. Porém, uma nova linha está chegando, com mais leveza nos trens, aliados à modernidade, produzida por outra empresa do mesmo país, a Stadler. Os novos veículos, três no total, possuem teto panorâmico e maior rapidez para cruzar os 3.824 metros de percurso. Com isso, a viagem será otimizada, com um trajeto de apenas 15 minutos para subir e 17 para descer, afirma o gerente de manutenção, José Joaquim Pinto.

José também explica que:

“Eles também são maiores, com 27 metros cada, dois a mais do que os antigos. Dessa forma, transportam mais passageiros. Agora são 154 sentados e 20 em pé. Antes, eram apenas 115 sentados”.

Pelos seus cálculos, agora será possível transportar mais de 600 passageiros por hora, ou seja, o dobro.

Ele ressalta que manterá apenas um trem da antiga geração em funcionamento, no intuito de realizar uma manutenção diária na ferrovia.

Visitantes

Para frequentadores assíduos do passeio pela Estrada de Ferro do Corcovado, já é nítido a modernização dos novos trens. É o caso da capixaba, Juliana Dias, de 36 anos, que realiza a curta viagem toda vez que visita o Rio. Ao jornal ela afirmou:

“São muito silenciosos. Só não dá para tirar um cochilo porque é impossível dormir diante de tanta beleza. Essas melhorias são bem-vindas porque esse é o maior cartão-postal da cidade”.

Semana das comemorações

Outra novidade que marca a semana de comemorações é o lançamento do Corcovado Experience, nesta quinta-feira (10). Será uma experiência sensorial que abrange a importância do Parque Nacional da Tijuca para o ecossistema da capital carioca. Pois, o trem passa por esta que é a segunda maior floresta urbana do mundo. Sobre isso, a bióloga Sônia Peixoto, que foi gestora do parque por dez anos, acrescenta:

“Será um cinema 4D com duração aproximada de cinco minutos. O objetivo é passar uma mensagem de preservação com o uso de alta tecnologia”.

O Corcovado Experience terá cobrança por cada sessão. A iniciativa tem capacidade para até 36 pessoas e terá um preço promocional de R$ 23,50. a ideia é que a partir do ano que vem, novas produções sejam exibidas, segundo Sônia.

Fonte: O Globo

*Foto: Divulgação