Instalação imersiva sobre o Círio é tema de exposição na Estação 4

Instalação imersiva sobre o Círio é apresentada ao público por meio da mostra “Em cena: ex-votos de Nazaré”

Na manhã desta quarta-feira (7), uma instalação imersiva sobre o Círio foi apresentada ao público do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas. A mostra integra a abertura da Estação 4 do local.

Instalação imersiva sobre o Círio

A exposição “Em cena: ex-votos de Nazaré” destaca peças em cera, provenientes do Museu do Círio. Elas representam as principais partes do corpo humano, como: cabeça, membros e coração, em geral. Tais objetos significam pedidos e agradecimentos no Círio de Nazaré.

Além disso, a mostra de cultura direciona os olhar dos visitantes para uma obra em destaque: a tela “Senhora”, do artista plástico paraense Osmar Pinheiro. Sobre isso, a técnica do espaço cultural, Milena Claudino explica:

“Essas peças em parafina, muito comuns no pagamento de promessas, representam os corpos que não estarão presentes nas romarias este ano. Representam também os pedidos de saúde e agradecimento dos devotos, ainda mais no contexto de pandemia, em que muitas pessoas adoeceram e também foram curadas. São os corpos que não estarão nas ruas, mas não deixam de ser devotos.”

Visitação

Em relação à visitação ao Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, ela é formada por iluminação diferenciada. Sendo assim, ela ainda é acompanhada por uma trilha sonora que remete a momentos característicos das procissões do Círio. Em suma, isso significa presença de fogos, aplausos, além de sons da natureza, e tudo isso colabora para a ambientação da instalação imersiva sobre o Círio.

Para Sanchris Santos, diretora do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas:

“Aqui, os visitantes têm a oportunidade de reviver a experiência imaginária e simbólica da relação com Nossa Senhora de Nazaré, por meio de uma procissão retratada na tela de Osmar Pinheiro, que faz esse recorte da grande romaria, ex-votos e a paisagem sonora. Então, a instalação traz uma experiência de fé e que está relacionada exatamente com essa dimensão afetuosa e simbólica com a santa.”

Estrutura da Estação 4

Por fim, a estrutura da Estação 4 foi pensada com o propósito de mundo poder enxergar, ouvir e sentir.

Portanto, o espaço é rodeado de estímulos sensoriais. Já a exposição traz uma proposta inclusiva que tem a ajuda de tecnologias como o QR Code, materiais audiovisuais e audiodescrição. Todavia, ainda há textos em braile, que auxiliam tanto a proposta da instalação imersiva sobre o Círio, quanto a beleza da festividade em si.

*Foto: Divulgação