Mutirão de cirurgia de hérnia
Saúde

Mutirão de cirurgia de hérnia: empresa B. Braun doa insumos

Esse foi o primeiro mutirão de cirurgia de hérnia com participação da multinacional após dois anos de pandemia

A multinacional B. Braun, que é líder em soluções médico-hospitalares, realizou uma doação de insumos para o Mutirão de Cirurgias de Hérnia, que ocorreu entre os dias 6 e 10 de junho, em Palmas, no Tocantins.

Mutirão de cirurgia de hérnia

A multinacional integra a Aliança Corporativa, grupo organizado pela Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal (SBH). Além disso, o mutirão de cirurgia de hérnia no Tocantins contou também com o apoio do governo estadual. a Aliança reúne também as principais indústrias de medical devices presentes no Brasil. O objetivo da iniciativa é ampliar os projetos de educação continuada aos associados, tais como: congressos, simpósios e cursos, e ainda, dos mutirões de cirurgia.

Segundo a Gerente de Especialidade Clínica na B. Braun, Paula Badan:

“Foi um sentimento muito gratificante poder participar desse mutirão que contou com os principais cirurgiões de hérnia do país. Durante a semana de realização das cirurgias, todos estavam em prol dos pacientes e engajados para que fosse possível zerar a fila de espera. Ouvimos diferentes histórias que levaram os pacientes a essas condições e, no final, conseguimos ter a sensação de dever cumprido.”

1º mutirão em dois anos

Todavia, este foi o primeiro mutirão de cirurgia de hérnia após dois anos de pandemia de Covid-19. A ação foi coordenada pelo médico cirurgião do aparelho digestivo, Dr. Dhyogo Silva. E resultou na cirurgia de 100 pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) que estavam na fila de espera, com a participação de quase 22 cirurgiões entre membros da Sociedade Brasileira de Hérnia e médicos locais, além de enfermeiros e instrumentadores. Os procedimentos foram realizados no Hospital Geral de Palmas e no Hospital Regional de Miracema.

Dr. Marcelo Furtado, presidente da Sociedade Brasileira de Hérnia ressalta:

“O apoio da indústria é fundamental para a realização desses mutirões. Muitas cirurgias só foram possíveis graças aos materiais doados pelas empresas da Aliança Corporativa. Zerar ou diminuir a fila de espera do SUS, hoje com uma demanda reprimida importante em todo o país, além da troca de experiências com os cirurgiões locais e a possibilidade de oferecer tratamento de última geração para os pacientes do SUS, traz um impacto importante e positivo.”

Vale destacar que em 2021 houve uma queda de 52% no número de cirurgias de hérnias abdominais no SUS.

Insumos doados

Por fim, dentre os insumos doados pela B. Braun estão o Histoacryl®, adesivo cirúrgico, fios de sutura e telas cirúrgicas indicadas para os diversos procedimentos de hérnia da parede abdominal.

*Foto: Reprodução

Postagens relacionadas

Operação de hérnia: quando ela é necessária?

Município Assessoria

Gustavo Menelau explica os benefícios da videolaparoscopia

Município Assessoria

Cirurgias de hérnias abdominais apresentaram queda de 52% no SUS

Município Assessoria

Centro cirúrgico de última geração atenderá população de São Francisco de Itabapoana (RJ)

Município Assessoria

Cirurgias de hérnia no Tocantins ocorrerão por meio de mutirão

Município Assessoria