Praias mais afastadas do centro atraem turistas, em Guarujá

A união de cachoeirae mar faz do Guarujá um local de loteamento paradisíaco com praias em ‘minicidades’

Não ache estranho se avistar uma fila de carros no meio da semana, na altura do km 17,7 da rodovia Ariovaldo de Almeida Viana (SP-61), em Guarujá, no litoral sul de São Paulo. É por este trajeto que muitos turistas tiram um tempo para apreciar as belas praias que ficam mais afastadas do centro da famosa cidade litorânea.

Estes locais paradisíacos proporcionam aos visitantes até desfrutarem de uma cachoeira junto ao mar, situada na praia de Iporanga. Além desta, a região também conta com as seguintes praias: Conchas, São Pedro, Itaguaíba, Tijucopava e outras que fazem parte da serra do Guararu, distantes a 125 km de São Paulo.

Frequência das praias

Com mais de 150 espécies de pássaros, o local é conhecido por sua segurança, além estar situado em meio à mata atlântica. Suas praias paradisíacas são de uma beleza exuberante e é justamente o que atrai a maioria dos turistas.

Segundo o responsável pela administração do loteamento da praia de Iporanga, Roberto Nagy, desde 2013 a frequência de turistas aumentou. Só no último ano, 485 mil pessoas passaram pela região, entre proprietários e visitantes. Em 2017, este número era de 448 mil. No entanto, seis anos atrás, este indicativo era de 292 mil. Nagy afirmou à Folha de S. Paulo:

“Não queremos ser uma ilha, mas tudo aqui é diferente mesmo. As pessoas dizem que preferem esperar horas na fila do que se aborrecerem em outras praias”.

Acesso permitido

Para conhecer estas belas praias, o acesso é permitido graças ao controle de quatro sociedades privadas que têm concessões para administrar todo este loteamento que também é conhecido como “rabo de dragão”, pelo formato da ilha lembrar a figura mitológica.

Com lotes de alto padrão, a praia de Iporanga é uma das mais procuradas para quem deseja adquirir um imóvel nesta região litorânea. São quase 400 casas no local, com valor médio das mansões de R$ 10 milhões. Para quem pretende passar apenas uma temporada e quiser alugar uma das residências, o preço da diária pode chegar a R$ 10 mil. Já o valor do condomínio custa aproximadamente R$ 4 mil mensais.

A praia de Iporanga também possui outra beleza que atrai os visitantes, a presença de uma cachoeira, que pode ser usada livremente por quem estiver ali. Neste caso, o mar e a água que cai de sua cascata formam uma verdadeira piscina natural de águas cristalinas.

Não é cobrada taxa para ter acesso a estas praias. Porém, há uma limitação de vagas para estacionar os veículos. São apenas 38 em Iporanga e 70 em São Pedro.

Segurança nas praias

A região possui seguranças por todo o entorno, até mesmo nas praias, com câmera de monitoramento. No local, os turistas não irão se deparar com ambulantes. Além disso, é muito raro alguém avistar qual tipo de sujeira por lá. No entanto, a prática de esportes só é permitida após às 17h.

Região autosustentável

São Pedro é a maior dessas praias, e recebe muitos surfistas, por causa de suas ondas, além de estar cercada por uma vegetação de restinga. Ao lado dela, fica a praia das Conchas, de apenas 150m de extensão, mas que também chama a atenção dos visitantes por suas águas claras e próprias para mergulhos.

Toda esta região mais distante do Guarujá é autosustentável e de proteção ambiental. É como se ela fosse uma área independente do município do litoral sul paulista. Todo lixo produzido é recolhido por uma coleta própria. Além disso, há uma estação de tratamento de esgoto e de água potável que abastece as residências dos condomínios.

Já o condomínio de Iporanga conta com uma equipe de técnicos em química e um laboratório, que atesta a qualidade da água consumida, conforme as leis. Eles também realizam plantios, podas e recuperação de plantas.

E não para por aí. A prefeitura também recorre ao local quando precisa de mudas para plantio. O condomínio ainda cede sardinhas para o Instituto Gremar e todo o lixo reciclável é encaminhado a uma cooperativa local. A administração de Iporanga possui atualmente cerca de 180 funcionários.

Fonte; Folha de S. Paulo

*Foto: Divulgação