Santa Casa de São Carlos recebe sistema de energia solar

Benefício à Santa Casa de São Carlos foi viabilizado por iniciativa da CPFL Paulista a fim de reduzir as contas de energia elétrica do hospital

A Santa Casa de Misericórdia de São Carlos receberá da CPFL Paulista um sistema de captação de energia solar. A implementação custou R$ 176 mil. Além disso, com o sistema será possível reduzir o consumo de energia elétrica do hospital. Isso tudo por meio do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Ele oferece projetos de otimização do uso da energia a instituições públicas e filantrópicas.

Benefício à Santa Casa de São Carlos

De acordo com Felipe Henrique Zaia, gerente de Eficiência Energética da CPFL:

“A ação está inserida no programa CPFL nos Hospitais, que destina recursos para a realização de projetos em instituições públicas e filantrópicas de saúde situadas nas cidades das áreas de concessão das nossas distribuidoras.”

Referência local

Fundada há 130 anos, Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Carlos é o hospital referência no cotidiano dos 390 mil habitantes do município, além de outras cinco cidades da microrregião: Dourado, Ibaté, Ribeirão Bonito, Descalvado e Porto Ferreira.

Sistema de geração solar fotovoltaica

A CPFL Paulista implementou um sistema de geração solar fotovoltaica com potência de 39,27 kwp. Isso corresponde à energia consumida por 25 residências durante um mês, além de capacidade de geração anual de 58,2 MWh. Sendo assim, o sistema evitará a emissão de 4,4 toneladas de CO2 na atmosfera o mesmo que o plantio de 26 novas árvores.

Plano de sustentabilidade da CPFL Energia

A iniciativa de benfeitoria à Santa Casa de São Carlos integra o plano de sustentabilidade da CPFL Energia. A ação contempla investimentos, por meio de todas as empresas do grupo, para viabilizar a transformação do setor de energia no Brasil e ainda reduzir os impactos gerados pela natureza do seu negócio.

Até 2024, o grupo tem previsão de aplicar mais de R$ 1,8 bilhão para impulsionar a transição para um modelo mais sustentável e inteligente de produzir e consumir energia, maximizando impactos positivos na comunidade e na cadeia de valor.

Atualmente, o grupo já conquista resultados. Isso porque, 98,9% (ou 11,3 TWh) da energia gerada pela CPFL Energia em 2020 foram provenientes de fontes renováveis, como a geração fotovoltaica.

E na mesma época, a empresa atingiu 14% de redução de emissão de gases de efeito estufa, além de reformar 9.807 transformadores e destinar 100% de componentes críticos da rede à cadeia reversa.

*Foto: Divulgação/ACidade ON