Segundo paciente com suspeita de coronavírus é monitorado em MT

Este é o segundo caso investigado de coronavírus no mesmo estado, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde

A Secretaria Estadual de Saúde, por meio do Centro de Operações em Emergência a Saúde Pública para o COVID-19, divulgou que também acompanha a situação de um paciente internado na cidade de Glória D’Oeste (308 quilômetros de Cuiabá), que teria apresentado sintomas da doença.

Possíveis pacientes com coronavírus

Com isso, este seria o segundo paciente a apresentar um quadro que pode vir a ser da enfermidade chinesa. O primeiro caso foi averiguado pela secretaria no município de Alto Taquari, onde um homem de meia idade procurou uma unidade de saúde após sentir os sintomas. Ele havia realizado uma viagem à Itália e outros países, em que foram constatados notificações da enfermidade.

Agora, o governo investiga se este homem, residente de Alto Taquari, esteve no mesmo voo do paciente de 61 anos, em que foi constatado que se trata do primeiro caso de coronavírus confirmado no Brasil.

Imediatamente foram acionados os serviços de saúde locais, com o intuito de monitorar e tomar as medidas cabíveis que envolvem cuidados clínicos e orientações, afirma a Secretaria de Saúde, que também disse o seguinte em nota:

“Tais condutas seguem o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde para o COVID-19, que visa à proteção individual e coletiva. A SES destaca que, com o Decreto de Emergência de Saúde Pública de Interesse Nacional para o COVID -19, as ações que envolvem qualquer caso de Síndrome Gripal devem ser priorizadas e todas as condutas protocolares devem ser rigorosamente seguidas no sentido de garantir o contingenciamento do risco de disseminação do vírus.”

Orientação do Ministério da Saúde

Além disso, o Ministério da Saúde orienta à população os cuidados básicos para diminuir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, o que inclui o novo coronavírus.

Confira abaixo estas medidas preventivas:

  • realizar lavagem frequente das mãos, especialmente depois de ter contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
  • evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • usar lenço descartável para higiene nasal;
  • cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • não compartilhar objetos de uso pessoal, como copos, garrafas, pratos e talheres;
  • manter os ambientes bem ventilados;
  • evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas do novo coronavírus;
  • evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Já os profissionais de saúde devem usar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas. Este último compreende: avental não estéril, luvas, máscara cirúrgica e óculos de proteção.

Fonte: Site Olhar Direto

*Foto: Divulgação