Cultura

Teatro popular é festejado em Canoas (RS)

9º Festia começa nesta sexta (23) e promove o teatro popular em diferentes pontos da cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul, com entrada gratuita

Nesta sexta-feira (23) começa a 9ª edição do Festival Internacional de Teatro em Canoas, o Festia. O evento promove a cultura do teatro popular em duas vertentes. A primeira é que ela é acessível a todos por contar com uma programação inteiramente gratuita. E em segundo lugar, porque ela se difere da arte erudita.

Organização do teatro popular

O Festia é organizado pelo grupo TIA e acontece em diferentes pontos da cidade de Canoas. Os espetáculos de teatro popular poderão ser conferidos até o dia 1º de setembro. Além disso, o evento também conta com workshops e o encontro bate-papo Periferia em Movimento, promovido por lideranças comunitárias.

Sobre a dificuldade atual de conseguir realizar essas festividades e ainda gratuitamente, o coordenador-geral e curador do Festia, Marcelo Militão, disse ao portal Gaúcha ZH:

“Muitos festivais no Brasil não estão conseguindo se sustentar. Estão precisando diminuir a programação. É um momento muito duro. Há escassez de editais, falta de incentivo público e até criminalização dos artistas. Nós lutamos contra isso”.

TIA e parceiros

No começo, o Festia era realizado apenas com montagens do grupo TIA. No entanto, outros artistas pediram à trupe para também fazerem parte do evento e levar ao palco suas formas de expressão de teatro popular. Essas companhias vieram de outros estados e até de outros países.

Na edição 2019, a Cia. Tormenta de Lagartos, do Uruguai, abre a programação com a peça Viaje a La Montaña, com máscaras e bonecos, na Casa das Artes Villa Mimosa. Já no dia 27 (terça-feira), no mesmo local, será a vez do dançarino e percussionista nigeriano, radicado em Porto Alegre, Ìdòwú Akínrúlí mostra Ìpàdé apresentar O Encontro, um espetáculo que mescla música e contação de histórias.

Outros destaques do teatro popular

Esta edição do festival de teatro popular também conta com a montagem Licença p’reu Passar, do Circo e Teatro Éramos Três, do Paraná, no dia 28, na Praça Teotônio Vilela. No dia 31 e 1º de setembro, é a vez do Grupo Rosa dos Ventos (de São Paulo) apresentar duas peças: Fuzurufafa Bafafazuru, no Loteamento Prata, e A Farsa do Advogado, no Parque Getúlio Vargas, respectivamente.

Além disso, o Festia vai apresentar espetáculos de grupos de Passo Fundo, Porto Alegre e, consequentemente, de Canoas. É o caso da montagem Atentados, do Coletivo de Artes Galegos e Frangalhos.

Opinião de Militão sobre a tradição do município de Canoas em relação ao teatro popular de rua:

“Aqui há um histórico de teatro de rua, com grupos que trabalham há mais de 30 anos com espetáculos predominantemente para espaços abertos”.

Apesar de atualmente estar difícil realizar estas montagens em diversas partes do país, o coordenador afirma que vale a pena e ainda diz “é que teimamos em fazer arte, teimamos em existir”.

Programação completa do festival Os interessados podem acessar a programação completa por meio do site oficial do Festia.

Fonte: portal Gaúcha ZH

*Foto: Divulgação / Luiz Zafalon

Postagens relacionadas

Festival de Música de Jundiaí acontece neste mês

Município Assessoria

Abertura da Flimar contou com presença de Gilberto Gil

Município Assessoria

Cidade das Artes: nova presidente quer abrir espaço para conteúdo próprio

Município Assessoria

Festival Finos Filmes exibe curtas e debates online até domingo

Município Assessoria

Cotidiano dita a 12ª Bienal de Arquitetura de São Paulo

Município Assessoria

Novos olhares sobre o modernismo: confira mostras na Casa Roberto Marinho e CCBB-RJ

Município Assessoria