Volume de serviços no MS cresce 2,3%

Volume de serviços no MS atinge o maior nível em cinco anos; percentual é referente a junho e ultrapassa média nacional

Na semana passada, foi constatado que o volume de serviços no MS cresceu 2,3% no mês de junho, ante o mês de maio. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Além disso, este é o maior índice registrado desde janeiro de 2016 e que ainda ultrapassa a média mensal do Brasil, que foi de 1,7%.

Volume de serviços no MS chega a maior nível em 5 anos

De acordo com o IBGE, este setor da economia apresentou desenvolvimento de 12,18% em relação a fevereiro do ano passado. Ou seja, num período de pré-pandemia de Covid-19. Por outro lado, em relação a junho de 2020, o volume de serviços no MS cresceu 22,8%. E no acumulado do ano, o setor cresceu 13,9%.

Em relação a junho do ano passado, o volume de serviços cresceu 22,8%. No acumulado do ano, o setor cresceu 13,9%.

Movimento de recuperação

Contudo, o setor apresenta um movimento de recuperação desde setembro de 2020. E, segundo o IBGE, chegou a ultrapassar o patamar de pré-pandemia em dezembro. Mas voltou a cair nos dois primeiros meses de 2021.

Alta em março

Em compensação, com a alta no mês de março, o setor ultrapassou o nível pré-pandemia e em abril, encontrava-se 8,7% acima do volume de fevereiro do ano passado.

Como é constituído o setor de serviços

O setor de serviços é constituído por atividades prestadas às famílias, alojamentos e alimentação, de informação e comunicação, de tecnologia da informação e comunicação, de telecomunicações, de audiovisual, administrativo e complementar, serviços técnico-profissionais, de transportes e serviços auxiliares aos transportes e correio, de transporte terrestre, aquaviário e aéreo, de armazenagem, entre outros.

*Foto: Divulgação/Paulo Francis